Polícia

Imagens fortes: Mulher que matou criança é queimada viva por populares em Novo Aripuanã

Conforme o delegado-geral, a mulher que estava na carceragem da unidade policial, foi encaminhada para um hospital de Manaus, e posteriormente será levada para outro município- foto: Marcos Pinheiro/Divulgação
Redação
Postado por Redação

Na tarde de hoje (7), parte da população do município de Novo Aripuanã, espancaram e queimaram viva a dona de casa Lucinete da Costa Gama, de 30 anos, que foi presa nesta semana suspeita de atear fogo em uma residência,  em que dentro dela tinha uma criança de apenas dois anos que morreu na hora. Outras duas pessoas ficaram gravemente feridas na ocorrência. A motivação não foi informada.

O delegado-geral da Polícia Civil, Frederico Mendes declarou que a informação obtida com o delegado titular da DIP de Novo Aripuanã, Vinícius de Melo, é que o grupo teria se revoltado contra a mulher e jogado gasolina no prédio da unidade policial, antes de atear fogo em um veículo estacionamento no pátio da delegacia.

Os populares também jogaram pedras em direção aos policiais. O delegado foi atingido e acabou machucado na cabeça e na mão esquerda. O mesmo foi socorrido e encaminhado para o hospital.

Conforme o delegado-geral, a mulher que estava na carceragem da unidade policial, foi encaminhada para um hospital de Manaus, e posteriormente será levada para outro município.

Nesta quarta-feira (8) ainda de acordo com o delegado-geral, serão enviados ao lugar integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), servidores lotados no DPI e um perito do Instituto de Criminalística (IC) para auxiliar no trabalho de investigação.

Confira: 

Comentários

comentários




Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido!