Aborto é autorizado para menina de 10 anos grávida de três meses após estupro

foto: reprodução

A menina de 10 anos que engravidou do tio após ser estuprada foi autorizada abortar o feto de três meses. O Tribuna de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES) publicou na última sexta-feira (14), autorizando o procedimento médico necessário para salvar a vida da menina. A decisão foi antecipada pela TV Gazeta, filiada da Globo no Estado, e as informações são do site Folha de Pernambuco.

O estupro aconteceu na cidade de São Mateus, ao norte do Espírito Santo, e foi descoberto no último sábado (8) após a menina passar mal e ir ao hospital fazer exames. O tio da menina segue foragido.  Desde então, uma grande mobilização foi feita nas redes sociais para que fosse cumprido o direito da menina de abortar o feito, já que o caso dela se enquadra em uma das três exceções que permitem aborto no Brasil.

O despacho do juiz da Vara da Infância e da Juventude, Antônio Moreira Fernandes, determina que a menina receba o melhor procedimento possível para que salve a sua vida. “Seja pelo aborto ou interrupção da gestação por meio de parto normal imediato”, diz trecho da decisão. A menina atende a pedido do Ministério Público do do Espírito Santo.

Portal Manaus Alerta