Adaf intensifica segunda etapa da campanha ‘Amazonas sem Febre Aftosa’

Foto: divulgação/Assessoria

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) está intensificando a segunda etapa da campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, em 41 municípios das calhas dos rios Amazonas e Solimões. Bovinos e bubalinos de zero a 24 meses devem ser vacinados até o dia 15 de setembro.

No município de Manacapuru, na última quarta-feira (26/08), a equipe da Adaf da Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) realizou vacinação assistida em quatro propriedades rurais da região. Ao todo, 33 animais foram imunizados.

“Nesta segunda etapa estamos com a mesma estratégia realizada na primeira etapa de fiscalização para vacinação in loco, pois alguns produtores ainda estão receosos em vir à sede da cidade para adquirir a vacina, devido a se enquadrarem ao grupo de risco para a Covid-19”, comentou Michel Melo, médico veterinário e responsável da Ulsav de Manacapuru.

Notificação 

Produtores rurais da região também compareceram em uma das propriedades para notificar o rebanho já imunizado nesta etapa da campanha. Para notificar a vacinação, os produtores rurais deverão realizar a declaração até o dia 31 de outubro nas Ulsavs, em seus respectivos municípios.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, durante evento de ações do Sistema Sepror realizado ontem, destacou que, na primeira etapa da campanha ocorrida no primeiro semestre do ano, 15.264 animais foram imunizados contra a febre aftosa, em Manacapuru.

“Manacapuru vem se destacando, e gostaria de ressaltar o trabalho da Adaf, Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado), Sistema Sepror e de todos os pecuaristas que de forma integrada vem conduzindo esse trabalho. Na primeira etapa da campanha, mesmo com a pandemia, em Manacapuru nós obtivemos o índice de 99,4% do rebanho vacinado”, destacou o diretor-presidente da Adaf.

Nesta etapa da campanha, a Adaf estima imunizar 214 mil animais oriundos dos municípios de: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba.

Aquisição da vacina

As doses da vacina podem ser adquiridas em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou nos escritórios do Idam. O preço varia de R$ 1,90 a R$ 2,10 por dose (2 ml).

Bloco II

O município de Manacapuru compõe o Bloco II do Plano Estratégico do Programa de Vigilância para a Febre Aftosa, elaborado pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que prevê a suspensão da vacina de febre aftosa a partir de 2022, em 49 municípios do Amazonas que compõem esse grupo. Neste mês, 13 municípios do sul e sudoeste do estado receberam o status sanitário de zona livre de febre aftosa sem vacinação.

Com informações da assessoria