Adaf realiza capacitação da primeira turma no Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias

Foto: Divulgação/Adaf
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

Nesta semana, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) capacitou a primeira turma no Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (e-Sisbravet), com a participação dos coordenadores dos programas sanitários e representantes da Superintendência Federal da Agricultura do Amazonas (SFA-AM).

A oficina foi ministrada pelas fiscais agropecuárias da Adaf, Daniela Carvalho e Julcileia Arruda, além da auditora federal agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ana Carolina Fanhani Botelho.

Sobre o sistema

Lançado pelo Mapa em janeiro deste ano, o sistema será integrado com todos os serviços de defesa agropecuária, permitindo a notificação imediata das ocorrências de doenças animais ao Serviço Veterinário Oficial (SVO), concedendo o acompanhamento de forma integrada, as medidas a serem adotadas em uma situação de emergência veterinária a partir da notificação, o atendimento e até a solução de uma suspeita de doenças em animais.

“A importância dessa oficina foi capacitar os coordenadores dos programas sanitários para que possam acompanhar, em tempo real,  as doenças que requerem medidas de controle e erradicação, para manter a sanidade dos animais e evitar as doenças ausentes no país ou as que possuem programas oficiais de vigilância”, destacou Daniela.

Por meio do sistema, médicos veterinários de todo o país poderão contribuir com as informações sobre a detecção de doenças dos rebanhos. Por enquanto, as notificações serão apenas em bovinos, bubalinos, suínos, caprinos, ovinos, equinos e aves.  Os cidadãos, produtores rurais e médicos veterinários do Estado do Amazonas poderão acessar o link do sistema e efetuar a notificação.

“É um avanço muito grande para o serviço defesa agropecuária. Os colegas da ponta poderão ter acesso a esse sistema e alimentar as informações necessárias para o Amazonas, para o Brasil e para o mundo, protegendo e preservando o patrimônio agropecuário”, comentou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

As notificações serão feitas online, por meio de um link na página da Adaf (www.adaf.gov.br), e serão direcionadas às Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) atuantes na área em que a propriedade em risco se encontra.

*Com informações da assessoria


Deixe um comentário