Adaf renova empreendimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual

Foto: Divulgação/Adaf

Em 2020, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) renovou empreendimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual (SIE), visando garantir a saúde pública e a manutenção da padronização higiênico-sanitária das agroindústrias que processam produtos de origem animal no Amazonas.

Ao todo, 27 estabelecimentos tiveram os registros renovados, entre abatedouros de bovídeos, unidades de beneficiamento de carne e produtos cárneos, fábricas de laticínios, usinas de beneficiamento, queijarias, unidades de beneficiamento de pescado e produtos de pescado, abatedouros frigoríficos de pescado, unidades de beneficiamento de ovos e derivados, granjas avícolas e unidades de beneficiamento de produtos não comestíveis, garantindo mais de 300 empregos diretos.

De acordo com o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, o Governo do Amazonas tem estimulado e incentivado os responsáveis pelos empreendimentos à regularização e renovação das empresas no SIE, com a perspectiva da adesão do Amazonas ao Sistema Brasileiro de Inspeção (Sisbi), que elevará o selo de inspeção da Adaf a reconhecimento nacional, permitindo que os produtos inspecionados sejam vendidos para outros estados. Atualmente, eles passam pelo SIE, que limita a comercialização ao Amazonas.

“A Adaf se preocupa em orientar e intensificar a regularização e renovação dos empreendimentos, para a geração de emprego e a oferta de produtos de qualidade, com condições higiênico-sanitárias, para que a população possa ter a segurança quanto aos produtos de origem animal que estarão consumindo. Além disso, com à adesão ao Sisbi, os produtos regionais poderão ser comercializados em todo o país”, destacou Alexandre Araújo.

Os empreendimentos registrados na agência devem ser renovados anualmente. Caso não ocorra a renovação, as empresas estão sujeitas à suspensão das atividades até que sejam sanadas as pendências administrativas.

“Agindo dessa forma, estamos garantindo a questão da qualidade do produto para a mesa do consumidor, e a Adaf fiscalizando vai ao encontro das reivindicações dos responsáveis técnicos dentro dos estabelecimentos. É como se fôssemos parceiros para que o proprietário possa atender às nossas orientações”, destacou o responsável técnico (RT) do Frigorifico Amazonas, Aldrin Bruce.

Um dos proprietários da Unidade de Beneficiamento de Carne e Produtos Cárneos – Avistão Distribuidora, que recebeu o título de renovação do SIE nesta quinta-feira (03/12), Marcelo Guedes demonstra responsabilidade e visão empreendedora. “Temos muita responsabilidade, uma missão de comercializar produtos de qualidade ao nosso consumidor. Tudo isso soma para ser o que somos e para o que vamos nos tornar futuramente como indústria”, comentou.

O secretário de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães Junior, reforçou durante a entrega do título que o Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS) tem apoiado empreendedores que investem no beneficiamento e industrialização de produtos do agronegócio local.

“Isso mostra claramente o quanto nosso mercado é gigantesco, tem espaço e oportunidade para todos. O Estado abraça os empreendimentos e os produtores rurais. Tudo que é produzido aqui vai para a mesa do consumidor amazonense. Hoje temos a orientação técnica fortalecida do Sistema Sepror, e quem quer investir no agro pode contar com aporte de linhas de crédito públicas e privadas”, destacou.

Produtores e empresários que estejam interessados em se regularizar devem comparecer à agência para solicitar a vistoria da equipe técnica no local. A Adaf recomendará os requisitos gerais que devem ser seguidos na indústria para favorecer a qualidade do produto, relacionados à infraestrutura, aos padrões higiênico-sanitários e às boas práticas de fabricação do alimento.

Mais informações podem ser obtidas com a Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal (GIPOA) pelo número (92) 9138-4073 ou diretamente na Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) no município.

As informações são da assessoria