Adolescente vítima de estupro sofre com bullying

Foto: Divulgação

Um adolescente de 14 anos foi estuprado por um padre dentro do banheiro de um shopping em dezembro de 2019. De acordo com a mãe da vítima, o garoto tem sofrido bullying na escola e tem passado por dificuldades. O padre teve a liberdade provisória deferida no dia 20 de fevereiro.

O adolescente, que foi vítima de estupro, em um shopping de Guarulhos-SP, está tendo dificuldades em voltar a rotina. A família e a vítima estão tentando seguir em frente após o ocorrido, mas o menino se tornou alvo de bullying, na escola, por parte dos outros alunos da instituição.

“O apelido dele no colégio ficou ‘padre’. Todo mundo zoa, todo mundo quer mexer com ele. Moro em uma favela e todo mundo ficou sabendo. Então ele não quer mais ir para escola. Desde que aconteceu aquilo, nenhuma autoridade me procurou para saber como ele está, ou me dar uma satisfação do caso”, relatou a mãe.

Segundo a mãe do garoto, que preferiu não ser identificada, eles temem a reação do padre, agora que o suspeito foi solto. A família, de origem humilde, não tem condições de contratar um advogado.

“Soube só no sábado, pelas redes sociais, com notícias divulgadas. Estou com medo porque não sei a intenção dele. Meu filho também ficou receoso, porque é revoltante. Aí eu penso que ele saiu e pode fazer com outra criança, ainda correndo o risco de ficar impune de novo”.

A mãe também relatou que o menino chegou a fugir de casa. Na ocasião, ela foi procurada pelo Conselho Tutelar. “Ele falou que achava que não era mais amado depois de tudo isso”, lamentou ela.

O caso

Em depoimento, a vítima, de 14 anos, e um amigo, de 13, contaram que estavam vendendo balas no semáforo quando o suspeito, identificado como Anderson de Moraes Domingues, de 43 anos, ofereceu lanches para elas. Os garotos aceitaram e ele as levou para o Shopping La Plage, na Praia das Pitangueiras, em Guarujá. O garoto de 13 anos desconfiou da atitude do padre e avisou um segurança do centro comercial. A partir disso, uma equipe de seguranças começou a observar o padre.

O homem foi flagrado pelos seguranças em um banheiro do shopping. A polícia foi acionada e todos foram conduzidos à delegacia. De acordo com o depoimento dos seguranças, Anderson fazia sexo oral no garoto. O adolescente, de 13 anos, teria dito que o padre tocou no pênis do amigo. O homem foi preso em flagrante.

A liberdade provisória do suspeito foi deferida no dia 20 de fevereiro e Anderson foi liberado de uma penitenciária em Guarulhos-SP onde estava detido desde o crime. O advogado do suspeito informou que foram impostas condições de que o padre não se ausente do endereço onde reside e não frequente lugares suspeitos ou perigosos.

As informações são do JBr