‘Agô’ marca reabertura do Teatro da Instalação com entrada gratuita

Foto: Divulgação

Fechado desde meados de março devido à pandemia de Covid-19, o Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, s/nº, Centro) reabre nesta quinta-feira (03/09), às 19h, com “Agô”, da produtora artística Menina Miúda. O espetáculo de dança será reapresentado na sexta-feira (04/09), no mesmo horário, e as duas sessões terão entrada gratuita.

Seguindo as orientações do Decreto Governamental nº 42.550, o espaço funcionará com 50% da capacidade de público e respeitando o distanciamento social de 1,5 metro. Neste novo formato, foram disponibilizados 70 lugares que serão ocupados por ordem de chegada, com controle e acompanhamento dos servidores do equipamento cultural. Não será necessário o agendamento para o evento.

O público também terá a temperatura aferida na entrada do teatro, que passou pelo processo de sanitização e também disponibiliza totens com álcool em gel em pontos estratégicos.

Espetáculo – Aprovado no Edital de Seleção Para Autorização de Uso Sem Ônus dos Equipamentos Culturais da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o espetáculo teve a temporada suspensa em março por conta da pandemia. “Agô” reúne dois estilos de dança – afro e indígena – e aborda temáticas como racismo, intolerância, xenofobia, violência, abandono e vulnerabilidade que atingem negros e os povos indígenas.

Para Cairo Vasconcelos, diretor do espetáculo, um dos maiores desafios para a montagem é mesclar as culturas indígena e afro, desde as músicas até a questão da religiosidade. A forma como esses temas são abordados também fazem muita diferença.

“Queremos falar sobre temas sérios e necessários de forma artística, instigando a reflexão, as críticas e também incentivando o espectador a olhar as questões cotidianas por outro ângulo”, enfatiza o diretor.

O espetáculo, que conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), tem no elenco os bailarinos Diego Sampaio, Emilia Pontes, Iessa Ferreira, Íris Almeida, Laura Melo, Thaysson Castro, Miguel Monteiro, Renata Lima e Layla Driely. A concepção cenográfica e figurino da montagem são de Cairo Vasconcelos. A coreografia é de Wilson Júnior e Samuel Alef.

Com informações da assessoria