Mundo

Alimentos envenenados intoxicam 800 refugiados no Iraque

Redação..
Postado por Redação..

Cerca de 800 refugiados sofreram intoxicação com alimentos distribuídos em centros de acolhimento em Mossul, no Iraque.

De acordo com as Nações Unidas, 300 pessoas estão em condições graves e uma mulher morreu até o momento. O incidente ocorreu na noite de segunda-feira (12), no campo de refugiados de Hassam Sham, a cerca de 20 quilômetros de Mossul, onde forças militares tentar combater o grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Entre os alimentos contaminados, estavam porções de arroz, frango, sopa e iogurte, os quais foram consumidos no “iftar”, refeição para a quebra do jejum diário durante o Ramadã.

No campo de refugiados de Hassam Sham vivem mais de 6 mil pessoas, as quais deixaram Mossul quando o Estado Islâmico tomou a cidade.

O caso tem gerado repercussão internacional pelo fato da Arábia Saudita acusar o Catar pelo envenenamento dos alimentos, já que uma ONG catari financiada pela RAF foi a responsável pela distribuição da comida aos refugiados. A RAF é uma entidade promovida pela família real do Catar e fornece ajuda humanitária em países muçulmanos. Mas os sauditas consideram a instituição uma organização terrorista. No último dia 5, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos, o Egito, o Iêmen e o Bahrein romperam suas relações com o Catar, acusando o país de apoiar o terrorismo e ser tolerante com o Irã e a Irmandade Muçulmana. O gesto ocorreu após o presidente norte-americano, Donald Trump, visitar a região e pedir que a Arábia Saudita se juntasse aos EUA para criticar o Irã.

Fonte: Noticias ao minuto

Comentários

comentários


Deixe um comentário