AM: ‘Médicos Sem Fronteiras’ comunica encerramento de ações de enfrentamento à Covid-19

Foto: Rodrigo Santos/ SES-AM

A organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) declarou oficialmente o encerramento de suas atividades no apoio ao combate à Covid-19, no estado do Amazonas. Um comunicado foi enviado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) notificando o fim das ações em 16 de agosto, seguido de um relatório com as atividades desempenhadas na capital e no interior do estado.

O encerramento, conforme explicou a organização internacional, está relacionado à curva epidemiológica da doença no estado. “Conforme já adiantado e acordado em conversas anteriores, e dado que a resposta de MSF para a covid-19 deverá seguir e se adequar às necessidades existentes, e considerando a atual curva epidemiológica estadual, a MSF vem informar e formalizar o encerramento de suas atividades no Amazonas, em 16 de agosto de 2020”, diz o comunicado à SES-AM.

O secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, afirma que a instituição foi uma importante parceira do poder público no enfrentamento à Covid. “Eles tiveram uma atuação muito significativa no momento em que o Amazonas mais precisou. Em nome de nossa população, agradecemos, de coração, a contribuição dada por essa importante organização, que são os Médicos Sem Fronteiras”.

A MSF é uma organização médico-humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por epidemias, conflitos armados, desastres socioambientais, desnutrição ou sem acesso à assistência médica. A organização iniciou seu apoio ao estado do Amazonas no mês de maio, estendendo-se até julho com diversas atividades nas cidades de Manaus, Tefé e São Gabriel da Cachoeira.

Entre as ações realizadas estão treinamentos para equipes de saúde em prevenção e controle de infecções, promoção de saúde, triagem médica, criação/gestão de centro de isolamento para a população Warao, gestão de leitos em unidade de tratamento para covid-19 e outras ações realizadas sempre em conjunto com as autoridades locais.

Em parceria com o Governo do Estado, uma equipe do MSF atuou dentro do Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde foi montada uma Unidade de Tratamento com médicos da organização fazendo atendimento de pacientes moderados e graves. Em Manaus, a organização atuou junto à Prefeitura no acolhimento da população Warao e venezuelana em abrigos, onde receberam cuidados médicos e apoio social.

Interior

Em São Gabriel da Cachoeira, as atividades aconteceram entre os meses de julho a agosto. Foi feita a readequação e reativação de um antigo e desativado equipamento de saúde do município para a implantação de um Centro de Cuidados Médicos, onde a organização atendeu pessoas com suspeita de Covid-19 e encaminhou 17 que precisaram de internação aos hospitais do município. Foram feitas ainda as obras de saneamento básico e recuperação da Casa de Passagem Yanomami.

Foram realizados treinamentos para servidores da Secretaria Municipal de Saúde e da Pastoral da Criança, campanhas de conscientização da população e atendimento psicossocial e de saúde mental, doação de medicamentos, de máscaras, e de suprimentos de produtos para a saúde ao município, Diocese e Distrito de Saúde Indígena.

Em Tefé, as atividades focaram no suporte técnico, treinamento e apoio às comunidades indígenas, no Hospital Regional e nas ações da UBS Fluvial entre 15 de junho e 31 de julho de 2020. Foi feito fornecimento de EPI e material relacionado doado à Secretaria Municipal de Saúde para distribuição ao hospital, UBS Fluvial e área indígena.

As informações são da assessoria