Amazonense Samuel Caveira ‘mantém o foco’, após adiamento do Money Belt Pro

foto: reprodução/Instagram

Natural de Tefé no Amazonas, o lutador de MMA, Samuel “Caveira” Silva, de 24 anos é uma das atrações do Money Belt Pro, novo evento de luta do Sul do Brasil. Por conta do aumento de casos do novo coronavírus no Paraná, o evento precisou que iria acontecer no dia 10 de outubro em Curitiba, foi adiado para Dezembro. Mesmo assim, apesar de triste com a notícia, Caveira publicou em suas redes sociais hoje (16), que vai manter o foco nos treinos para chegar ainda mais forte para as lutas.

“Fiquei triste, mas vamos manter o foco, o trabalho continua. Quero agradecer todas as pessoas que estão comigo, todos meus patrocinadores e em dezembro vamos chegar da melhor forma possível. Nada mudou, o foco continua e em dezembro, vamos chegar daquele jeito”, disse Samuel.

Samuel “Caveira” Silva nasceu em Tefé, município do médio Solimões. Após vir para capital, treinou na academia SD System, de Sammy Dias e desde 2018 treina com equipe paranaense Evolução Thai, que tem como uma dos comandantes nada mais nada menos, que Wanderlei Silva.

Com um cartel de sete vitórias e três derrotas em toda carreira, Samuel Caveira quer concretizar a quinta vitória consecutiva, sendo que as quatro últimas, foram no primeiro round. Samuel deve enfrentar o catarinense Bruno Sá, que segundo o próprio Caveira, considera um adversário forte.

Outro grande desafio na carreira de Samuel este ano, tem sido as buscas por apoio e patrocinadores. Morando atualmente em Curitiba, o atleta do Amazonas conta que a pandemia trouxe dificuldades por conta do cancelamento de eventos, e também prejudicou oferta de patrocínio, mesmo assim, segue em frente com os apoios que tem recebido.

Portal Manaus Alerta