Cidades

Amazonino Mendes destaca reforço do judiciário no interior do AM

A declaração foi feita pelo governador Amazonino Mendes, nesta terça-feira (23), durante a abertura do Ano Judiciário e posse de 22 novos juízes de carreira- foto: Clóvis Miranda
Redação
Postado por Redação

“Pela primeira vez na história do estado, nós vamos ter as comarcas preenchidas por juízes titulares. É como se o interior do estado tivesse saído da idade média para a idade contemporânea”. A declaração foi feita pelo governador Amazonino Mendes, nesta terça-feira (23), durante a abertura do Ano Judiciário e posse de 22 novos juízes de carreira, no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), bairro Aleixo.

Amazonino destacou o reforço que o judiciário amazonense recebeu nesta terça-feira, sobretudo pelo fato de todas as comarcas do interior do estado serem preenchidas por magistrados titulares. “É um grande dia, um momento para se comemorar. Direito à justiça é um direito do cidadão. E isso lamentavelmente não ocorria. E me parece que, hoje, a gente começa uma nova história para o nosso povo”, comentou o governador.

Ano Judiciário

A primeira Sessão do Pleno do TJAM deste ano ocorreu no auditório Desembargador Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro, na sede do órgão, na zona centro-sul de Manaus, e foi marcada pela posse de 22 novos juízes substitutos de carreira, aprovados no último concurso público (dezembro de 2015), realizado pelo Tribunal, e nomeados no último dia 28 de dezembro 2017.

Com este ato de posse, o presidente do TJAM, desembargador Flávio Pascarelli, cumpriu a meta de nomear 48 novos magistrados para reforçar a 1ª instância da corte estadual amazonense. A ação permitirá dotar a totalidade das comarcas do interior de um magistrado titular, além de reforçar o trabalho de Varas da Comarca de Manaus.

“Estamos muitos satisfeitos em poder cumprir mais este compromisso assumido quando iniciamos nossa gestão. O Tribunal registrou, a partir de meados de 2017, quando demos início à nomeação dos juízes aprovados no último concurso público, aquela que pode ser considerada a maior movimentação de juízes já realizada em mais de 100 anos de história da Corte”, asseverou o presidente Pascarelli.

Interior

Há 25 anos no Amazonas, o mais novo juiz do judiciário amazonense, Paulo Benevides, 41, ressaltou que está pronto para ajudar o povo interiorano, destacando que conhece algumas das dificuldades enfrentadas pelos moradores.

“Eu conheço um pouco o interior do Amazonas e sei que é desassistido e eu sei que minha missão é muito mais de trabalhar em prol desse povo e de distribuir justiça onde for necessário”, declarou.

Com informações da assessoria

Comentários

Deixe um comentário