Amazonino propõe ampliar a oferta de cursos aos servidores para o bom funcionamento da máquina pública

Foto: Divulgação

O candidato a prefeito de Manaus pela Coligação Juntos Podemos Mais, Amazonino Mendes (PODEMOS), disse que valorização e a capacitação dos servidores municipais são condições essenciais para o bom funcionamento da máquina pública. Uma das propostas dele para a Prefeitura de Manaus é ampliar a oferta de cursos e treinamentos aos servidores, importante para o crescimento profissional e, consequentemente, melhor serviço prestado à população.

Como prefeito, na última gestão, Amazonino (PODEMOS) criou a Fundação Escola de Serviço Público Municipal (FESPM), órgão responsável pela capacitação de mais de 30 mil servidores, à época. Muitos, segundo ele, tiveram a oportunidade de concluir a graduação e pós-graduação, aprimorando o conhecimento dentro da própria Prefeitura.

“O estudo, o aprimoramento, é muito importante para o crescimento profissional do servidor, para que se sinta respeitado e para que tenha condições de crescer na sua carreira, no seu trabalho”, afirmou.

Amazonino alertou que o equilíbrio financeiro é importante na gestão pública, sobretudo, para a garantia da valorização profissional e qualificação dos servidores. “Sempre me pautei pela aplicação do recurso público em prol de realizações e por respeitar as garantias dos servidores”, destacou.

O economista e candidato a vice da coligação, deputado estadual Wilker Barreto (PODEMOS), ressalta que a experiência de Amazonino como gestor será essencial nesse momento de crise provocada pela pandemia de Covid-19 e o aumento do desemprego.
“Amazonino já provou que sabe otimizar o recurso público para aumentar a capacidade de investimento em áreas primordiais, tais como educação, saúde e também na valorização dos servidores, que estão na linha de frente dos serviços que são prestados ao cidadão”, disse Wilker Barreto.

Realizações

Atualmente, a Prefeitura de Manaus tem em torno de 32 mil servidores efetivos e 2.200 comissionados.

Em sua última gestão como prefeito, Amazonino realizou 14 concursos públicos com mais de 6,8 mil vagas oferecidas; implantou o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS); contratou 300 novos agentes de trânsito com 100% de aumento salarial; concedeu reajuste salarial; promoveu agilidade nos processos de aposentadoria; e ampliou o plano de saúde.

Como governador, concedeu reajuste salarial de 24,20% aos servidores da saúde, que estavam sem o benefício desde 2015; na educação, garantiu para a categoria o maior reajuste dos últimos quatro governos, de 27,02%, em 2018; realizou também a maior promoção da história da Polícia Militar, contemplando 7.937 policiais, e a maior da história dos Bombeiros, com 572 promovidos. A data-base dos policiais militares, que não era cumprida desde 2015, foi retomada, com reajuste de 24,20%.

As informações são da assessoria