Polícia

Após dias hospitalizada, morre esposa do dono do banho do ‘Pará’ que foi executado junto com funcionário

O pronto-socorro é vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam)- foto: Adriel Medeiros
Redação
Postado por Redação

Maria Auzenira da Silva Rocha, de 60 anos, que boi baleada no dia em que o marido Raimundo Nonato de Oliveira Rocha, conhecido como “Pará”, de 61 anos, e o vendedor de carvão Francisco Lázaro Nobre Cabral, 39, foram executados, morreu no fim da noite de ontem (29), após dias hospitalizada no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio.

O duplo homicídio ocorreu na tarde da última quinta-feira (24) em um banho localizado no KM 10 do Ramal do Brasileirinho, Zona Leste de Manaus. Neste mesmo dia, a mulher também foi atingida, mas foi socorrida para o HPS. Já as outras vítimas, morreram na hora após serem atingidos com vários tiros.

Conforme informações da Polícia Civil, populares viram quatro homens vestidos de mototaxista chegarem no balneário. Inclusive, teriam tomado banho no local, e possivelmente cometido o crime.

O caso ainda está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que segue com autoria e motivação desconhecidas até o momento.

Comentários

comentários


Deixe um comentário