Esportes

Árbitro inglês recebe ameaça de morte e pede afastamento do campeonato

foto: reprodução

O árbitro Mike Dean decidiu não apitar nenhum jogo do Campeonato Inglês no próximo final de semana porque ele e sua família receberam ameaças de morte após polêmicas envolvendo cartões vermelhos que ele aplicou, noticiou a imprensa britânica nesta segunda-feira (8).

Dean foi criticado após expulsar o zagueiro Jan Bednarek, do Southampton, durante a derrota de 9 a 0 para o Manchester United na última terça-feira (2), e o meio-campo Tomas Soucek, do West Ham United, durante o empate sem gols com o Fulham no último sábado (6).

Bednarek foi expulso por interromper uma jogada individual de Anthony Martial, atacante do Manchester United, e Soucek por parecer ter dado uma cotovelada acidental no rosto de Aleksandar Mitrovic, atacante do Fulham.

As duas decisões foram revertidas posteriormente por recursos dos clubes.

Mike Riley, chefe do Professional Game Match Officials Limited (entidade que regula a arbitragem no Campeonato Inglês), repudiou o assédio contra Dean: “Ameaças e assédio desta natureza são totalmente inaceitáveis, e apoiamos totalmente a decisão de Mike de relatar estas mensagens que sua família recebeu à polícia”.

“Ninguém deveria ser vítima de mensagens abomináveis como estas. O assédio on-line é inaceitável em qualquer profissão, e é preciso fazer mais para combater o problema”, afirmou.

Dean apitará a partida entre Leicester City e Brighton & Hove Albion pela Copa da Inglaterra na próxima quarta-feira (17), informou a BBC (empresa pública de comunicação britânica).

Com informações da Agência Brasil