‘As pessoas vão se surpreender com nosso trabalho’, diz Amom Mandel

foto: Facebook/Amom Mandel

As últimas horas para o jovem empresário e político de 19 anos, Amom Mandel (Podemos) foram alucinantes, como ele mesmo descreveu, “apagando incêndios”. Em conversa com o Manaus Alerta, nesta segunda-feira (16), um dia após ser eleito vereador de Manaus, com 7.537 votos, Amom falou sobre o misto de emoções que tem passado e também de como vai trabalhar pela população manauara, em especial para os jovens. Apesar da euforia de garantir o passaporte para a Câmara Municipal de Manaus (CMM), um dos primeiros desafios de Amom será vencer a desconfiança de boa parte do público.

Amom disse que tem dois empregos e trabalha como voluntário na Fundação Wikimídia, que mantém o Wikipédia, além de ser de origem familiar da alta sociedade amazonense, que atuam em órgãos importantes da capital e do Estado. Todo esse cenário em torno do jovem não foi visto com bons olhos por parte da população.

“As pessoas me criticam pela minha idade [19 anos] e pela minha família, mas infelizmente não posso fazer um exame de sangue e mostrar um laudo comprovando que sou honesto. As pessoas terão que esperar um pouco para ver nosso trabalho, e garanto que muita gente vai morder a língua e vai se surpreender”, afirmou Amom, ressaltando que ainda hoje deve cumprir com a promessa de iniciar o plantio de uma árvore para cada voto recebido. A primeira será uma muda de pau-brasil que será plantada próxima ao seu comitê de campanha.

Amom diz que despertou para a vontade de ser vereador, ao ver que não estava se sentindo representado, e que fazia falta projetos voltados para a juventude, como primeiro emprego, tecnologia e democracia participativa. Com uma proposta de trabalho participativo junto a população, Amom, montou grupos de discussões com diversas esferas da sociedade e conseguiu retirar propostas que segundo ele, serão trabalhadas em seu mandato.

“Eu acho que milhares de cabeças pensam melhor que uma só, porque faço parte de um projeto colaborativo que deu certo, que é o Wikipédia, e justamente por conta dessa estrutura. Uma das funções do vereador é representar o povo, mas para representar é preciso saber a vontade do representado, por isso que meu trabalho é participativo. Acho que essa é uma abertura que outros vereadores eleitos ou candidatos não carregam, e deveriam carregar, esse diálogo, uma relação mais próxima com as pessoas, ouvindo na cidade inteira e assim ter essa sensibilidade”, explica Amom.

O jovem pretende preencher os cargos de assessores em seu futuro gabinete na Câmara Municipal de Manaus (CMM), por meio de processo seletivo. Amom também disse que convida as pessoas para que enviem propostas e informações sobre a necessidade do povo. Apesar da pouca idade, o jovem promete trabalhar lado a lado da população.

“Idade é só um número, você pode ser um jovem mesmo com muita idade, ou um velho ainda com pouca idade. Acho que o que deveria ser considerado era a história de vida de cada um, os ideais, as propostas, não idade. As pessoas não tem muito o que falar, e me atacam sim pela minha família e pela idade”, salienta o vereador eleito.

Amom disse que seu objetivo como vereador é carregar a plataforma do trabalho colaborativo junto da população, mas a pautas principais que deve defender na CMM serão voltadas para tecnologia, primeiro emprego e saúde, este último focado em pessoas que sofrem com doenças crônicas como lúpus, fibromialgia, reto colite, que segundo ele, são esquecidas. “Isso que vai pautar o mandato”, completa.

De Joandres Souza – Portal Manaus Alerta