Assédio ou homofobia? motorista e passageiro contam o que aconteceu em corrida

foto: arte/Manaus Alerta

O motorista Paulo Lima e o passageiro Clayton Oliveira contaram detalhes sobre a confusão durante uma corrida por aplicativo que virou caso de polícia na noite da última quinta-feira (15). Em coletiva ontem (14) no 10ª Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado, Paulo confessou ter agredido o jovem depois de ele pegar e apertar em suas partes íntimas dentro do carro. Logo depois da coletiva Clayton publicou um vídeo na internet se defendendo que foi agredido após confirmar para o motorista que era gay.

Assista o relato detalhado do motorista:

Veja a versão contada pelo passageiro:

Portal Manaus Alerta