Atrasou vacinas do seu filho por medo da Covid-19? Saiba o que fazer

Foto: Divulgação

A taxa de vacinação caiu em todo o mundo durante a pandemia da Covid-19. No Brasil, o índice de crianças imunizadas está em 61%, segundo dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI). O percentual é bastante inferior aos 90% estabelecidos como ideais para evitar o surgimento de surtos.

O medo de sair de casa e ir até o posto de saúde fez os pais adiarem a atualização do calendário de vacinas dos filhos. O problema é que, sem as vacinas, as crianças ficam expostas a doenças com índices de mortalidade altos como, por exemplo, o sarampo e a coqueluche.

“Nenhuma vacina pode esperar. O correto é atender ao calendário para proteger as crianças. Algumas doenças vão matar muito mais do que a Covid-19”, pontua a médica pediatra Lílian Cristina Moreira, que é integrante da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta