Política

Líder do governo no Senado: Auxílio Brasil de R$ 400 será permanente

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, disse ao blog da Ana Flor, do g1, que decidiu tornar o Auxílio Brasil de R$ 400 permanente. A previsão anterior era que o valor retornasse a R$ R$ 224,41 em 2023, mesmo patamar que está sendo pago neste mês de novembro.

Neste ano o reajuste depende da aprovação da PEC dos Precatórios, atualmente sob relatoria de Bezerra na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado. A ideia é pautar a proposta no dia 24 de novembro. Para os próximos anos, no entanto, o governo precisaria apresentar fonte de recursos.

“Vamos tornar permanente o programa. O problema nunca foi receita. O problema é achar espaço na despesa, estamos trabalhando nisso”, disse Bezerra após críticas de que o Auxílio Brasil tinha motivações eleitoreiras.

A área Econômica do governo discorda da medida e não aponta fonte de recursos. Especialistas como Felipe Salto, diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), diz que é possível, mas dependerá da vontade do Congresso.

“Será preciso explicar de onde virão os recursos. É possível cortar de outras fontes para melhorar a assistência social, mas isso depende de vontade política”, afirma à Ana Flor.

As informações são do IG e G1