Auxílio emergencial voltará a ser pago se houver 2ª onda de covid-19, diz Paulo Guedes

Foto: Marcos Corrêa

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deixou bem claro para a população brasileira que se houver uma segunda onda do novo coronavírus no país o auxílio emergencial poderá ser pago novamente ano que vem. A declaração foi dada durante uma vídeo conferência com a agência Bloomberg nesta terça-feira (10). As informações são do Metrópoles.

Guedes destacou que o Governo Federal já possui o mecanismos necessário para fazer os pagamentos a quem precisa, após a digitalização de mais de 64 milhões de cadastros de pessoas. “Sabemos quem são, onde estão e o que eles precisam para sobreviver”, detalhou o ministro.

Caso o pagamento volte a ser feito, desta vez o impacto nos gastos públicos devem ser menores. Guedes informou que atualmente os gastos com a pandemia de covid-19, correspondem a 8% de todo Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Leia a matéria completa no site Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta.

Portal Manaus Alerta