Bahia: Preso suspeito de estuprar sobrinha de 11 anos é achado morto em cela

Foto: Luciano Castro/ Central Notícia

Preso em agosto suspeito de ter estuprado e engravidado uma sobrinha de 11 anos na cidade de Irecê, no Centro-Norte da Bahia, Carlos Silva de Jesus foi encontrado morto, neste sábado (5), na cela da delegacia em que se encontrava custodiado, no município de Ibotirama, no Oeste da Bahia, para onde fugiu quando as investigações sobre o fato foram iniciadas.

Segundo informações do G1, Carlos foi achado com uma camisa amarrada no pescoço e há indícios de suicídio, já que ele estava sozinho na cela. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região realizou uma perícia no local e removeu o corpo dele para o Instituto Médico Legal (IML). As investigações sobre a morte do preso continuam e outros detentos e servidores da delegacia serão ouvidos para esclarecer detalhes das circunstâncias.

Carlos de Jesus foi conduzido à delegacia na manhã do dia 10 de agosto por policiais militares da 28ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), acionados após uma denúncia de aliciamento de menor na Rua das Mangueiras, no bairro Xixá, em Ibotirama. Uma guarnição foi até o local para dar suporte à uma equipe do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) e, depois da visita, o suspeito e uma mulher terminaram sendo levados à delegacia da cidade para a adoção das medidas cabíveis.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Carlos tinha mandado em aberto por estupro de vulnerável e terminou preso. Ele foi encontrado após investigações realizadas por equipes da unidade policial de Irecê, cidade onde o crime ocorreu. Ele estava sob custódia na delegacia e seria encaminhado ao presídio.

O G1 Bahia noticiou que o caso só foi denunciado após a garotinha ter dado à luz ao bebê. A menina e o neném estão sendo acompanhados pelo Conselho Tutelar do município. A polícia não divulgou há quanto tempo o crime ocorria.

Conforme informações do titular da Delegacia Territorial de Irecê, o homem fugiu para Ibotirama, quando as investigações foram iniciadas. “Um trabalho integrado entre as delegacias de Irecê e Ibotirama possibilitou a prisão desse suspeito”, destacou o titular.