Base Arpão apreende cinco toneladas de pirarucu ilegal em Coari

Foto: Divulgação/SSP

Policiais da Base Arpão apreenderam, nesta quarta-feira (18), em uma embarcação, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), a quantidade de 116 peixes da espécie Pirarucu (Arapaima Gigas), o equivalente a cinco toneladas de pescado. Uma mulher de 41 anos, proprietária do barco, foi detida e vai responder por crime ambiental.

Os peixes vinham do município de Fonte Boa (distante 678 quilômetros da capital) e tinham como destino Manaus. O barco foi interceptado pela base fluvial no curso do Rio Solimões. Na fiscalização, os policiais encontraram pescado dentro de um frigorífico. A mulher não apresentou documentos que comprovassem a origem e legalidade do material.

A apreensão representou um prejuízo de R$ 130 mil ao crime. O caso foi registrado na Delegacia que funciona dentro da Base Arpão. A infratora pagou fiança no valor de um salário mínimo e foi liberada.

Os peixes apreendidos foram doados para instituições de caridade e escolas do município de Coari.

Criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), além de médicos, dentistas e enfermeiros.

A Operação “Hórus” é um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça. As denúncias podem ser feitas através do 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia em todo o estado.

As informações são da assessoria