Amazonas

Batalhão Ambiental apreende 40 metros cúbicos de madeira ilegal em Humaitá

FOTO: Divulgação/PMAM

Policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) apreenderam 40 metros cúbicos de madeira ilegal e uma carreta que transportava o material ilícito, na manhã de sábado (15), em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), durante a quarta fase da operação “Tamoiotatá”. Na ação, o condutor da carreta que transportava a madeira foi detido.

A abordagem aconteceu por volta das 7h, durante fiscalização a crimes ambientais feita pelos policiais na rodovia BR-230. Os agentes solicitaram o Documento de Origem Florestal (DOF), obrigatório para o transporte deste tipo de material, porém o documento apresentado pelo condutor informava uma quantidade de madeira inferior à encontrada no veículo.

Diante dos fatos, a carreta e a madeira foram apreendidas. Já o condutor foi levado à 8ª Delegacia Interativa de Humaitá (DIH) para prestar esclarecimentos.

A ação integra a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), além do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Amazonas.

 

Combate aos crimes ambientais

A operação “Tamoiotatá” é resultado de uma avaliação dos resultados obtidos na Operação “Curuquetê 2”, que atuou contra crimes ambientais no sul do Amazonas, de junho a novembro de 2020. Uma novidade deste ano é que as equipes contam com duas bases paralelas de atuação, uma no município de Apuí e outra em Humaitá, a fim de ampliar a presença do Estado na região.

Considerando o Plano de Prevenção e Combate ao Desmatamento e Queimadas (PPCDQ-AM), lançado em junho de 2020, será almejada para a presente Operação a meta de redução de 5% nas taxas de desmatamento e queimadas, no comparativo com o ano anterior.