Bolsonaro cobra transparência na Petrobras e nega interferência interna

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após polêmica e queda nas bolsas de valores por conta da troca na presidência da Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negou interferência na política interna da estatal. Bolsonaro afirmou em vídeo no Twitter, nesta segunda-feira (22), que quer mais transparência e previsibilidade na política de preços da empresa.

“Foram anunciados (aumentos) 15% para o diesel e 10% para a gasolina. Baixaram os percentuais (com a troca de presidente)?! não está valendo o mesmo percentual?! como que houve interferência?! Então o que quero e exijo da Petrobras é transparência e previsibilidade, nada além disso”, explicou Bolsonaro.

O presidente também se demonstrou indignado ao saber que o ex-presidente, Rodrigo Castelo Branco, estava há 11 meses trabalhando de casa. Bolsonaro também afirmou que mesmo que não tirasse agora, o tempo de cargo de Castelo Branco estava próximo de expirar, no dia 20 de março, e cabia ao presidente da República escolher se renovaria, o que não era o caso.

Assista ao vídeo: 

Da redação – Manaus Alerta