Bolsonaro participa da formatura de policiais rodoviários federais

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (6) da cerimônia de formatura do curso de formação policial da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Florianópolis, Santa Catarina. Bolsonaro cumprimentou os formandos e pediu que tenham humildade, gratidão e companheirismo em suas jornadas profissionais.

“A humildade tem que se fazer presente entre nós. Se vocês se sentiram ajudados hoje por essa equipe que está aqui, vocês levem para sempre que vocês poderão ajudar muito mais gente do que nós ajudamos agora. Ou talvez, longe de ajudar, o merecimento pelo sacrifício de vocês, vocês merecem esse momento”, disse, lembrando que representantes desse grupo de aprovados no concurso da PRF compareceram diversas vezes à portaria do Palácio da Alvorada, solicitando ao presidente que fossem nomeados para o curso de formação.

Eles haviam sido aprovados em concurso em 2018 e eram considerados excedentes, porque extrapolava a quantidade prevista originalmente no edital. A Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020, no entanto, já previa a convocação desses candidatos. Então, em maio, Bolsonaro, assinou o Decreto nº 10.378/2020, autorizando a nomeação.

O curso de 16 semanas foi concluído por 651 alunos. Durante a cerimônia, o diretor-geral da PRF, Eduardo Aggio de Sá, acompanhado do presidente Bolsonaro e do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, assinou a portaria de nomeação dos novos policiais rodoviários federais. A posse de cada um ocorrerá na superintendência da respectiva lotação inicial.

Nesta sexta-feira, também aconteceu a formatura do curso de operações especiais da PRF. Dos 64 candidatos que se inscreveram, oito policiais rodoviário federais e um oficial da Polícia Militar do Paraná finalizaram o módulo, que teve duração de 1 ano.

À tarde, Bolsonaro participa da inauguração da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bedim, em Renascença, no Paraná. O empreendimento foi construído no Rio Santana, entre os municípios de Bom Sucesso do Sul e Renascença. Na sequência, o presidente retorna a Brasília.

As informações são da Agência Brasil