Bosque da Ciência do Inpa terá entrada gratuita durante todo o mês de abril

Local está fechado por tempo indeterminado. (Foto: Divulgação/Assessoria)

Para quem ainda não conhece ou quer visitar novamente o Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTIC), tem um motivo a mais. Além dos atrativos da fauna e flora da biodiversidade amazônica, o bosque estará de portões abertos, como parte das comemorações dos 22 anos do espaço.

A ideia é atrair ainda mais a comunidade para conhecer o local de divulgação científica e de educação ambiental da Inpa. No pacote de aniversário, quem ganha o presente é você. Para isso, a Coordenação do Bosque da Ciência, vinculada à Coordenação de Extensão, programou uma série de atividades que serão desenvolvidas no decorrer de abril. São sessões do Planetário para quem gosta de Astronomia, exposição fotográfica sobre mudança climática e a estreia do projeto Circuito da Ciência.

“O Bosque é um espaço de lazer diferenciado para as famílias manauaras e um espaço educativo para diversas escolas e instituições de ensino que nos vistam”, diz a coordenadora do Bosque da Ciência, a bióloga Fernanda Reis. “Por isso, exerce um papel plural, tanto na parte de lazer, quanto na divulgação científica e como espaço educador”, acrescenta.

Fincado no centro urbano de Manaus, o Bosque da Ciência conta com uma área de aproximadamente 13 hectares (equivalente a 13 campos de futebol) de matas preservadas, onde o visitante pode conviver e conhecer vários elementos da biodiversidade da Amazônia, como peixe-boi, ariranha, jacaré, quelônios diversos, cutia, poraquê, a gigante da Amazônia (sumaúma), a tanimbuca (árvore de 600 anos), casa de madeira sustentável, maloca com artesanato indígena, entre tantos outros atrativos.

Localizado na rua Otávio Cabral, Petrópolis, o bosque funciona de terça à domingo, das 9h às 16h30. Aos sábados e domingos abre das 9h às 16h. Às segundas-feiras, o espaço é fechado para manutenção. Nos outros meses, o ingresso para visitante custa R$ 5. Crianças até dez anos e idosos acima de 60 anos são isentos. Visitas de grupos escolares, religiosos e organizações sociais também não pagam, mas precisam agendar. Veja aqui os procedimentos.

Informações da assessoria