Brasileira é morta e tem corpo deixado dentro de banheira em Portugal; ex avisou: ‘Podem se despedir’

Heila Lopes viva em Portugal há 20 anos (Reprodução/Facebook)

Uma brasileira de 44 anos foi morta pelo ex-namorado, um homem de 58, na cidade de Torres Vedras, em Portugal, nesse sábado (6). O corpo dela foi encontrado com marcas de estrangulamento dentro da banheira da casa onde morava. A filha mais velha da mulher, que tem 14 anos, foi quem localizou o corpo da mãe. Ela ainda tem um filho mais velho, de 20.

De acordo com o Correio da Manhã, o homem apontado como responsável por matar Heila Lopes é um pastor que já a ameaçava há tempos. Enquanto estavam juntos, a mulher também teria sofrido violência por diversas vezes. Foi ela quem terminou o relacionamento com o objetivo de colocar fim às agressões. Testemunhas contaram que o homem, conhecido como Zé das Cabras, disse a amigos da vítima para que se despedissem dela, já que seria morta em breve.

O autor do crime esperou Heila sair do bar onde havia começado a trabalhar como gerente há dois dias e a seguiu até em casa. No local, ele a estrangulou até a morte. E o homem ainda tinha planos para matar o atual namorado da vítima. Zé das Cabras enviou mensagens a conhecidos relatando o que pretendia fazer. Ele disse que tiraria a própria vida depois de cometer os crimes.

Policiais realizaram buscas pela cidade e localizaram o homem na casa onde ele morava. Ele não ofereceu resistência e foi entregue à Polícia Judiciária. O corpo de Heila, por sua vez, foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal de Lisboa.

Fonte: BHAZ