Carona via WhatsApp: três pessoas são presas por morte de jovem

O crime teria acontecido após a jovem programar uma viagem com carona via aplicativo WhatsApp- foto: reprodução

Três suspeitos de envolvimento na morte da jovem de Guapiaçu foram presos em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, na madrugada desta quinta-feira (2). Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, que estava desaparecida desde quarta-feira (1), foi encontrada morta dentro de um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagibe, em Minas Gerais. Segundo a polícia, o crime teria acontecido após a jovem programar uma viagem com carona via aplicativo WhatsApp.

Um dos suspeitos é o empresário Wander Luis Cunha, de 34 anos, preso em flagrante com os pertences da vítima. Os outros dois suspeitos foram encaminhados para Delegacia da Polícia Civil de Frutal, sendo que um deles foi apontado como um dos passageiros da viagem com a radiologista.

Segundo a TV Globo, ele teria admitido, em depoimento à polícia, que só entrou no grupo de caronas para roubar a moça. O corpo da jovem foi encontrado na tarde desta quinta-feira em um córrego no interior de Minas Gerais. A declaração de óbito aponta para morte por asfixia e estrangulamento.

As investigações e prisões são resultado de um trabalho em conjunto entre equipes de investigação da segurança pública do estados de Minas Gerais e São Paulo.

Fonte: Veja