Cidades

Cartilha “Calçada Legal” informa população sobre como cuidar bem do passeio público

Paralelamente à cartilha, será lançada uma ampla campanha educativa e publicitária pela Prefeitura de Manaus- foto: Divulgação/Implurb
Redação
Postado por Redação

A obstrução dos logradouros públicos continua ocupando o segundo lugar em ações fiscais da Divisão de Controle (Dicon) do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) em 2017. Até o dia 31 de janeiro, foram feitas 68 notificações, o equivalente a 25% do total de 268 realizadas no período. Também foram aplicadas 19 multas, 1 embargo e feitas 5 demolições para desocupação de passeios.


Comparando com 2016, o mês de janeiro, houve um aumento de 51% no total de notificações: ano passado foram 45 no primeiro mês do ano. O valor da multa para a infração pode variar de R$ 99,84 (1 UFM) a R$ 399,36 (4 UFMs), dobrando ainda em caso de reincidência.

Para ampliar o acesso à informação com campanhas de conscientização e de mudança de comportamento, foi criada a cartilha da “Calçada Legal”, com conteúdo bem didático e explicando, com exemplos na cidade, o que é certo e errado no cuidado e no uso do passeio público. Ela traz ainda informações sobre como construir uma calçada, qual melhor material e o que não usar na construção ou reforma. O material está disponível para consulta no site do Implurb:implurb.manaus.am.gov.br.

O material visa informar à população sobre os direitos e deveres em relação ao logradouro público, e explicar como manter, conservar e construir uma calçada nos padrões universais e de acessibilidade, onde se possa andar com segurança e sem obstáculos. Paralelamente à cartilha, será lançada uma ampla campanha educativa e publicitária pela Prefeitura de Manaus.

A cartilha lançada virtualmente agora nasceu após várias reuniões, no ano passado, sobre o tema, promovidas em parceria e com o apoio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-AM), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), Implurb, Prefeitura de Manaus, Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon) e Rede Amazônica.

Na rua

Os fiscais de postura de Manaus encontram, nas notificações nas ruas, todo tipo de irregularidade, desde as obstruções com material de construção, ocupação com expositores de lojas, pequenas construções, e até mesmo obras inteiras e invasões instaladas em logradouros, onde o acesso deveria ser público, mas acaba apropriado por particulares.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário