Casa de Parto é inaugurada em Novo Airão e alia tradição ao conhecimento científico

foto: Arthur Castro

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), inaugurou, na sexta-feira (14), a Casa de Parto Tereza de Jesus da Silva. Trata-se da primeira a entrar em funcionamento no interior, na Unidade Hospitalar de Novo Airão, a 115 quilômetros em linha reta de Manaus. A unidade de saúde também passou a operar com um novo sistema de gerenciamento de gestão pública hospitalar, que garante mais celeridade ao atendimento de pacientes.

A Casa de Parto, viabilizada com recursos do Estado, conta com três leitos de internação e dois leitos de preparação, podendo realizar até dois partos normais simultaneamente. O objetivo da estrutura é proporcionar melhores condições para as mães no primeiro contato com os filhos, em um espaço preparado para a chegada do bebê.

“Traz para mais perto da medicina a parte da tradição, que aqui, no município, é muito forte. Então, essa parte de cultura mais tradicional, das parteiras, é isso que a gente vem trazendo, aliado com a estrutura física, com o conhecimento científico do médico, do enfermeiro e do técnico, para compor uma equipe completa para a casa de parto”, pontuou Thayanne Azevedo, diretora do hospital.

“A gente dá, no nascimento, uma qualidade, uma humanização, um acesso com acolhimento e atenção para a gestante, é muito importante. E nessa sala, totalmente equipada com uma cama, bombas de infusão, berço aquecido, incubadora, todo esse conjunto de equipamentos que ajudam as parteiras e utilizam o trabalho delas, dando uma maior qualidade e trabalhando com materiais esterilizados, com uma temperatura adequada e tudo mais”, acrescentou o secretário executivo adjunto de Atenção Especializada ao Interior da Susam, Cássio Espírito Santo.

De acordo com a gestora, a inauguração do espaço permite, também, o desenvolvimento de outras atividades junto às gestantes. “Agora, nós temos uma programação matutina, vamos dar instrução, ofertar palestras educativas, emitir certidões de nascimento diretamente na unidade, coisa que não acontecia e atrasava bastante, testes rápidos também, vamos começar a fazer fisioterapia para estimular e fortalecer a parte pélvica da gestante”, ressaltou Thayanne Azevedo.

As grávidas em trabalho de parto serão sempre assistidas por uma parteira e uma enfermeira que tem a especialidade obstétrica. As famílias receberão assistência psicossocial, além de um kit com produtos para o bebê.

Relaxamento

Com a nova estrutura, é possível reduzir as dores do pré-parto, por meio de intervenções não-farmacológicas, como aparelhos massageadores e estímulos relaxantes. Além disso, a enfermaria é equipada com torneira e chuveiro elétricos.

“Era meu sonho ter um espaço para fazer um parto humanizado, acompanhar a grávida para realmente poder dar carinho, para ela relaxar mais, dar mais conforto porque é um momento muito intenso. Todos esses métodos que nós temos, agora, são para ajudar a aliviar mais a dor, tudo isso ajuda o parto”, destacou a enfermeira obstétrica Iris Gessner.

Novo sistema

A Unidade Hospitalar de Novo Airão passou a operar, nesta sexta-feira, com um novo sistema de gerenciamento de gestão pública hospitalar.

“Vai acoplar faturamento com recepção, isso evita que a gente perca. A gente tem o histórico do paciente que foi atendido em uma unidade e vem aqui para um novo atendimento, que já é paciente crônico ou de alguma outra doença, vamos ter acesso a isso. A gente vai poder alinhar junto com a equipe médica, recepção e faturamento para ter uma complementação de informações e assim, fazer um melhor atendimento”, garantiu a diretora do hospital.

Com informações do Governo do Amazonas