Caso Alice: Familiares de amazonense morta na Holanda fazem protesto em Manaus

Foto: Divulgação

Na manhã deste domingo (16), amigos e familiares da amazonense Alice Vitória Oliveira de Albuquerque, de 15 anos, assassinada em Rotterdam, na Holanda, realizaram um protesto com o intuito de chamar a atenção de autoridades brasileiras para que o corpo da adolescente seja transladado até a capital amazonense. A manifestação aconteceu no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus.

Familiares de Alice, informaram que o corpo da jovem  ainda está em um necrotério na cidade onde ela morava. E o desejo de trazê-lo para Manaus  é justamente pelo fato de que, na Holanda, não é realizado enterro, e sim cremação. “Nós não queremos as cinzas da Alice, queremos nos despedir e enterrá-la de forma digna”, disse a tia da adolescente.

Aproximadamente 50 pessoas participaram da mobilização com cartazes e faixas, que possuíam fotos de Alice e frases com o pedido de Justiça.

Na última sexta-feira (14) Ministério das Relações Exteriores, em nota informou por meio do Consulado Geral do Brasil em Amsterdã, que presta toda assistência legal e materialmente possível aos cidadãos brasileiros, respeitando-se os tratados internacionais vigentes e a legislação local.

O crime

A jovem amazonense Alice Vitória Oliveira de Albuquerque, de 15 anos, foi assassinada na última quarta-feira (12), com uma facada na nuca, em Rotterdam, na Holanda. O crime foi supostamente cometido pela amiga da vítima, de 16 anos.

A motivação do crime ainda não é certa, mas, segundo o jornal local, a autora da facada supostamente tinha interesse amoroso com a vítima que não a correspondia. Uma noite antes do crime, elas tiveram uma discussão e no dia seguinte Alice foi atraída para a casa da jovem que desferiu a facada em seu pescoço com a ajuda da mãe.

Portal Manaus Alerta