Caso Emilaine: suspeito de matar jovem é preso e confessa que não queria vê-la com outros

Foto: Reprodução

Na tarde da última quinta-feira (8), o enfermeiro André Felipe Silva dos Santos, 28 anos, foi preso em cumprimento a mandado de prisão temporária pelo feminicídio da jovem Emilaine de Souza Souza, que tinha 20 anos. A vítima foi morta com mais de 40 facadas na região das costas, pescoço e nuca, no dia 29/9 em uma quitinete na Rua Desembargador Gaspar Guimarães, bairro da União, zona Centro-Sul de Manaus.

Conforme o delegado Charles Araújo, as investigações em torno do caso iniciaram logo após o crime. Segundo ele, os policiais descobriram que a jovem e André Felipe possuíam um envolvimento amoroso e, no momento do delito, o homem estava na quitinete onde a vítima foi encontrada, porém, ele tentou forjar um álibi para despistar as investigações.

”Ele simulou uma viagem dizendo que iria para o município de Maués (distante 276 quilômetros em linha reta de Manaus), mas permaneceu na capital, e no dia do fato, foi até a casa de Emilaine e a surpreendeu no momento em que ela estava dormindo e cometeu o crime”, informou Charles.

Ainda de acordo com o delegado, ele chegou à especializada para depor como um amigo da vítima, mas as equipes seguiram as diligências e por meios investigativos, conseguiram provas que ele estava na cena do crime. Imediatamente foi solicitada à Justiça pelo mandado de prisão temporária em nome dele e a ordem judicial foi expedida nesta quinta-feira.

Ainda de acordo com o delegado, André confessou o crime e afirmou que ele e Emilaine tinham um relacionamento aberto, mas o jovem tinha um apego por ela e não aceitava que ela tivesse outros parceiros.

Procedimentos

André Felipe será indiciado por feminicídio. Ao término dos trâmites cabíveis, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde passará por audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.

Relembre o caso 

Uma jovem de 20 anos, identificada como Emilaine de Souza Souza, foi morta com 40  facadas na noite de uma terça-feira (29/9) dentro de um quitinete localizado na Vila Barreirinha, Rua Desembargador Gaspar Guimarães, bairro da União, zona Centro-Sul de Manaus.

Segundo informações da 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima morava sozinha, mas sua irmã foi quem encontrou o corpo por volta das 18h após procurá-la ao notar seu sumiço. Emilaine estava jogada no chão de bruços em uma poça de sangue com facadas desferidas na região das costas, pescoço e nuca.

Por Portal Manaus Alerta.