Manaus

Cassino clandestino é fechado e 24 pessoas são presas na Zona Leste de Manaus

Após uma denúncia anônima ao site da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), uma casa que funcionava como um cassino clandestino foi flagrada por agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF), na noite desta sexta-feira (29). Foram detidas 24 pessoas. A ação aconteceu na rua das Lajes, bairro São José, zona leste.

De acordo com o tenente da Polícia Militar, Marivaldo Costa, os policiais estavam fiscalizando bares no bairro Coroado, zona leste, em cumprimento ao Decreto estadual que restringe a circulação de pessoas e o funcionamento do comércio, quando foram informados da existência de um cassino clandestino que vinha incomodando os moradores.

“Quando chegamos aqui, observamos a movimentação estranha, algumas pessoas correram para dentro de uma residência e fizemos contato com os mesmos. Eles nos autorizaram a fazer o adentramento, onde a gente verificou que de fato estava funcionado um cassino clandestino”, disse.

O tenente disse, ainda, que no local foi encontrado dinheiro, celulares e muitos alimentos, como frango, que eram utilizados pelo proprietário para disfarçar o cassino clandestino como restaurante.

“Ele fazia isso para tentar ludibriar a fiscalização da Polícia Militar e, por conta disso, também foi autuado pela vigilância sanitária. No primeiro momento, o proprietário tentou justificar dizendo que era uma brincadeira de amigos, mas com a quantidade de pessoas aglomeradas e com o dinheiro, caracterizou o que dizia a denúncia de um cassino clandestino”, afirmou Marivaldo.

Segundo o delegado Eduardo Paixão, além de responderem pelo crime de desobediência por estarem descumprindo o decreto governamental e prejudicando a saúde pública, também responderão por estarem envolvidos com jogo de azar.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia-Geral de Polícia Civil onde foram autuados e assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Composta por órgãos estaduais e municipais, como as Polícias Civil e Militar, Ouvidoria da SSP, Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Defesa Civil, entre outros, a CIF tem atuado em todas as zonas da cidade para fiscalizar o cumprimento do decreto.

As informações são da assessoria