Cerca de 90% das pessoas relatam sintomas do Covid-19 até 3 meses depois da infecção

Foto: Adoslav Zilinsky

Um estudo do Centro de Controle de Doenças Americano (CDC) aponta que nove em cada dez infectados pela Covid-19 ainda sentem reflexos da contaminação. O trabalho é confirmado por relatos de pelo menos cinco médicos paulistas, que tratam pessoas que contraíram o novo coronavírus, ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo. Eles apontam a ida ao consultório de pacientes que tiveram a doença nesse período de seis meses de pandemia e permanecem com sintomas como fadiga, dores no corpo, perturbação visual e perda de olfato e também do paladar por até três meses.

“Ainda tenho uma fraqueza, o corpo parece que está travado”, conta o marceneiro João Soares Pereira, de 54 anos, que teve a doença em maio e ficou 25 dias no hospital, 12 deles entubado, em Ribeirão Preto. “Eu tinha obesidade, estava com 110 quilos, mas não tinha pressão alta”, lembra.

Já com a oxigenação recuperada, ele contou que ainda sente a fadiga. Quase três meses depois do diagnóstico, disse que, na época, foi surpreendido pela contaminação.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta