Cientistas criam minipulmões em laboratório para estudar a Covid-19

Foto: Westend61

O pulmão é um dos órgãos mais afetados pela infecção provocada pelo coronavírus. Para entender exatamente como o vírus age no órgão e quais medicamentos podem ajudar a diminuir o impacto da Covid-19, equipes das universidades Duke e Cambridge criaram minipulmões artificiais em laboratório.

Feitos de células-tronco, os modelos imitam os sacos de ar do órgão, tidos como uma das regiões mais prejudicadas pela infecção.

“Esse é um modelo versátil que nos permite estudar não só o Sars-CoV-2, mas qualquer vírus respiratório que atinja essas células, incluindo influenza”, explica Purushothama Rao Tata, biólogo da Universidade de Duke e um dos responsáveis pela pesquisa.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta