Política

Ciro Gomes: Lula conspirou para impeachment de Dilma

foto: reprodução/IG

O pré-candidato à presidência da República,  Ciro Gomes (PDT) afirmou em entrevista ao Estadão Notícias, que o  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  “conspirou” para a concretização do impeachment de Dilma Rousseff, que foi afastada do cargo de presidente em 2016, após sua deposição ser aprovada pela maioria dos votos dos parlamentares na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Ciro também declarou que Lula mantém contato com aqueles que apoiaram e votaram a favor do impeachment de Dilma Rousseff, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE), como forma de aliança  durante o pleito presidencial de 2022.

“Eu atuei contra o impeachment, e quem fez o golpe foi o Senado Federal. Quem presidiu o Senado? Renan Calheiros. Quem liderou o MDB nessa investida? O Eunício Oliveira. Com quem o Lula está hoje?”, iniciou. “Hoje eu estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma, estou seguro”, declarou.

A ex-presidenta Dilma Rousseff respondeu as críticas de Ciro Gomes nesta quarta-feira (13) em sua conta no Twitter. “Ciro Gomes está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular. Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas”, rebate a ex-presidenta.

Ao ver a resposta da petista, Gomes continuou o assunto na rede social dizendo que errou ao tentar impedir o impeachment de Dilma.

Com informações do IG