Com apenas 14 anos, jovem ganha prêmio por descobrir molécula contra o coronavírus

Foto: 3M/Divulgação

Aos 14 anos, a adolescente americana Anika Chebrolu ganhou o prêmio Jovem Cientista da empresa 3M por ter encontrado uma molécula que pode se encaixar no coronavírus e evitar que ele infecte células humanas. Descobertas como esta são o primeiro passo para que cientistas desenvolvam novos remédios.

A garota usou um modelo de computador para analisar 698 milhões de compostos até encontrar um que pode funcionar. Além da possibilidade de encaixe, foi necessário pesquisar a estrutura molecular, as características de uma possível droga à base do composto e como o organismo humano seria capaz de quebrar a molécula.

Anika recebeu US$ 25 mil (cerca de R$ 140 mil) pela descoberta. Além da molécula contra o coronavírus, ela também achou uma que pode ser efetiva contra os vírus influenza. O objetivo da adolescente é trabalhar com cientistas.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta