Com mais de 360 BOs, foragido da Justiça é encontrado durante diligências em Pauini

Foto: Divulgação/ PC – AM

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 63º Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Pauini (distante 923 quilômetros em linha reta da capital), em ação conjunta com a Policia Militar (PM-AM), encontrou, durante diligências, na madrugada desta quinta-feira (17), Romário Ferreira da Silva, 27, conhecido como ‘Viatura’, até então foragido da Justiça e considerado um criminoso de alta periculosidade.

Conforme o escrivão André Chaparro, gestor da unidade policial, agentes civis foram acionados pela PM-AM, por volta de meia-noite, da data mencionada, para uma ocorrência na Rua 2, no bairro Mangueiral, naquele município, na qual Romário, havia invadido uma loja de varejo.

“Quando a equipe de polícia chegou na loja, solicitaram que o proprietário do estabelecimento abrisse o local, onde, após buscas, encontraram ‘Viatura’ escondido entre as mercadorias”, detalhou o gestor.

Também de acordo com o escrivão, o infrator possui mais de 369 Boletins de Ocorrências (BOs) registrados no nome dele, envolvendo crimes de roubo, furto e ameaças, sendo sua primeira passagem pela polícia em 2014. No ano de 2018, ele foi preso, em flagrante, pelo crime de roubo majorado, no entanto, no mês de novembro daquele ano, ele fugiu da carceragem do 63º DIP, e passou a ser considerado um criminoso perigoso e astuto.

“Ele já praticou diversos assaltos em estabelecimentos comerciais, casas e em um hospital da região. Por conta dessa quantidade de ocorrências envolvendo tais crimes, nos encaminhamos, junto com a PM-AM, para a residência dele, na Rua 4, no bairro Minha Casa, Minha Vida, para que ele mostrasse onde estaria os diversos produtos roubados e furtados”, informou o escrivão.

Segundo a autoridade policial, ao chegarem no local, os policiais foram recebidos com disparos de arma de fogo, de um indivíduo não identificado. Na ocasião, ‘Viatura’ soltou-se da guarnição, conseguindo pegar uma arma de fogo e atirou contra a equipe de polícia.

“Em ação contínua para cessar a injusta agressão, policiais efetuaram disparos em direção ao infrator, que ficou ferido e, posteriormente, conduzido para uma unidade hospitalar, onde passou por atendimento médico, mas veio a óbito”, explicou o gestor.

Ainda conforme Chaparro, a ação resultou na apreensão de uma arma caseira, um revólver calibre .22, três celulares, dois pares de sandálias, quatro pen-drives, três relógios, duas lanternas, dois carregadores para celular, quatro capas para celulares, dois fones de ouvido e duas caixas de som.

Com informações da assessoria