Como evitar que as crianças fiquem doentes na volta às aulas

Foto: Divulgação

O período de volta às aulas está chegando e, com ele, algumas preocupações que rondam os pais. Além dos gastos com material escolar e toda a readequação na rotina das crianças, há, ainda, a ameaça constante das doenças que aparecem no retorno à sala de aula. As crianças acabam voltando para casa com gripes, resfriados e outras viroses, facilidade encontradas no ambiente escolar. As informações são do Metrópoles.

Para que os responsáveis saibam como evitar que os pequenos adoeçam, o otorrinolaringologista Milton Orel explica, ao blog Mil Dicas de Mãe, porque as crianças ficam mais sensíveis nesse tempo.

Principais motivos

O primeiro fator está relacionado à idade: quanto mais nova a criança, maiores as chances dela pegar uma doença de um colega na escola.

“Nos bebês e crianças pequenas, os anticorpos ainda estão em processo de formação. O sistema imunológico pode ser um pouco mais deficitário”, explica Milton Orel.

O médico ainda completa que a frequência de doenças na escola em pequenos até o terceiro ano de idade tem até nome. “Crianças de até 3 anos têm o risco de desenvolver a ‘Síndrome da Creche’, que leva os pequenos a infecções repetidas, como faringites, otites, amigdalites, entre outras”, alerta.