Complexo André Vidal de Araújo realiza encerramento das atividades de 2019

12.12.19.ComplexoMunicipal de Educação Especial André Vidal de Araújo realiza encerramento dasatividades de 2019. Fotos: Leomir Santos.
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

Com mais de 4,7 mil atendimentos durante o ano, o Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, da Prefeitura de Manaus, localizado na zona Centro-Sul de Manaus, realizou nesta quinta-feira, (12), o encerramento anual das atividades dos programas e intervenções. Foram beneficiados alunos da rede municipal de ensino, bem como pessoas da comunidade, com atendimento às Pessoas com Deficiência (PcDs), Transtorno do Espectro Autista (TEA) e altas habilidades/superdotação.

Para diretora do CMEE, Reni Formiga, o trabalho realizado pelo complexo é de grande valia para o público da educação especial, na qual foram oferecidas avaliações, programas específicos e terapias. “Em Manaus, somente o Complexo Municipal faz esse atendimento. Esse trabalho tem um grande apoio da Prefeitura de Manaus em fornecer esses atendimentos para essas crianças que tanto necessitam. É muito gratificante vermos a evolução, pois atendemos desde a estimulação essencial, no caso os bebezinhos, a partir de seis meses”, disse, reforçando a atenção dada pela gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto à educação especial no município.

O Complexo Municipal é formado por uma equipe multidisciplinar com 46 profissionais, entre psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, educadores físicos e odontólogos. O objetivo do evento foi encerrar e celebrar simbolicamente a todos os envolvidos nas atividades de avaliações multiprofissionais, orientações, palestras, intervenções e programas realizadas pelo complexo durante o ano letivo de 2019.

A programação foi realizada na quadra da Escola Municipal de Educação Especial (EMEE) André Vidal de Araújo durante todo dia, com apresentação das mães do programa de Estimulação Essencial: Sininhos de Natal, do projeto Mães Especiais do Jaavas, intervenções de fisioterapia, psicopedagógica, psicológica e de fonoaudiologia, entre outras atividades.

Para psicóloga Maria Gleny Barbosa Soares, que trabalha há 10 anos no CMEE, mais do que uma festa de encerramento, são os resultados alcançados com todos que participam das atividades, em especial em sua área de atuação.

“É direcionado a todos os alunos que têm algum tipo de deficiência, tanto da rede municipal, como também da comunidade. É um trabalho direcionado por uma equipe multiprofissional em várias áreas. O trabalho visa a inclusão desses alunos e também uma forma de estarmos muito mais próximos dessa comunidade e trazer novas possibilidades para todos”, contou.

O aluno do 5ª ano, Victor Judson Moraes Souza, 19, da EMEE André Vidal de Araújo, que participa do Programa de Leitura e Escrita (Proale) do CMEE, disse que está feliz pelo aprendizado com as atividades do programa. “Lá aprendi a ler e escrever um pouco, porque antes não sabia. Com muito esforço e dedicação consegui tudo isso. Estou no último ano na escola, mas agora vou para outro nível na minha vida. Vou ficar com saudades dos meus colegas, mas todo começo tem um fim, no caso para melhorar meus estudos cada vez mais”, concluiu Victor.

A dona de casa Nayara Daniele Pereira Rocha, 29, mãe de Arthur Pereira Rocha, 5, que participa dos Programas de Estimulação e Aprendizagem (PEA), de Atividade Motora Adaptada (PAMA) e dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), elogiou os programas pelos profissionais que fazem parte e ajudam as mais diversas deficiências.

“O Arthur foi diagnosticado com dois anos e logo começou a fazer o acompanhamento no Complexo Municipal. Ele tem desenvolvido bastante, tanto na atividade de estimulação, quanto nas atividades motoras, mas evoluiu muito mesmo. Ele era uma criança que não gostava de toque, não sentava ou aceitava colocar uma mochila, mas hoje é uma criança diferente”, comemorou.

*Com informações da assessoria


Deixe um comentário