Conheça o Gouveia Acqua Park, o mais novo balneário a moda antiga de Manaus

Gouveia Acqua Park, no ramal do Brasileirinho Crédito: Evaldo Ferreira

Manaus ganhou mais um balneário bem ao estilo daqueles que até a década de 70 e 80 faziam a alegria dos manauaras.

Desde o final do mês passado (23 de fevereiro) Manaus ganhou mais um balneário bem ao estilo daqueles que até a década de 1970 (Parque 10), 1980 (Ponte da Bolívia) e 1990 (Tarumã), entre vários outros particulares, fizeram a alegria do manauara antes de ficarem poluídos. Trata-se do Gouveia Acqua Park, no ramal do Brasileirinho, Distrito Industrial II, numa área ainda coberta com vegetação natural.

“O ramal do Brasileirinho possui vários balneários, mas eu procurei dar um toque diferente aqui no Gouveia como, por exemplo, as águas das piscinas que, mesmo sendo naturais de um igarapé, passam por um processo de filtragem, para chegarem às piscinas extremamente limpas”, falou Marcos Antonio Gouveia, proprietário do balneário.

O Gouveia Acqua Park está construído numa área de 220 x 400 m. Num grande espaço coberto está localizada a cozinha e o restaurante com 90 mesas e capacidade para 360 pessoas sentadas.

“Funcionamos diariamente, de domingo a domingo, das 9h às 18h, com almoço e música ao vivo do meio-dia às 17h”, explicou Miro Rossete, gerente do balneário.

“O almoço custa R$ 15, e é livre. A pessoa se serve do que quiser”, garantiu.

“Ainda temos as iscas de filé, frango, calabresa, batata, macaxeira e o Mix Gouveia. Servimos também as porções mistas: calabresa, frango ou filé, todos acompanhados com batata ou macaxeira”, completou. “Mais as bebidas, água, refrigerantes e cervejas de vários rótulos, com destaque para o chope da nossa Cervejaria Rio Negro”, disse.

Piscinas para bebês

Numa área reservada do restaurante, chama a atenção uma comprida mesa e bancos feitos com madeiras maciças, de lei. Eles ficam suspensos por correntes dando a impressão que se está a bordo de um barco, ou que já se bebeu demais.

“Imaginei este espaço apenas como um diferencial do restante do restaurante”, explicou Gouveia.

Numa parte em baixo do restaurante, bem em frente às piscinas, estão localizados 12 boxes onde funciona o bar. “É para aquelas pessoas que desejam um atendimento mais individualizado, ou mesmo que não querem se expor ao sol, ou à chuva, mas querem ficar próximas à piscina. Além dos serviços do bar, também atendemos aqui o restaurante”, informou Miro.

Crédito: Evaldo Ferreira

Ao lado desses boxes ficam os chuveiros, para quem desejar tomar uma ducha de água gelada, pois é de poço, antes de entrar na piscina. Falando em piscinas, lógico, elas são o destaque do balneário. São três modelos: a maior e principal, para adultos, com altura de 1m40cm de lâmina d’água; a infantil, com altura de 70 cm; e a para bebês, com altura de 33 cm.

“Pensamos nessa piscina para bebês para aqueles pais que querer se divertir com seus pequeninos sem precisar ter medo algum. Podem ficar sentados com eles dentro da piscina”, adiantou Gouveia. Numa das laterais das piscinas, chafarizes no formato de um imenso tucunaré e três botos ‘cospem’ água para dentro delas.

“Fiz questão de instalar filtros por onde as águas passam antes de chegar às piscinas, para que as pessoas saibam que estão tomando banho em águas limpas, livres de quaisquer impurezas. Também temos uma Estação de Tratamento de Efluentes, acredito eu, única nesta região do Brasileirinho”, revelou.

“Queremos que as famílias venham para o Acqua Park e se divirtam dentro de um ambiente saudável”, garantiu.

Música ao vivo, em vários estilos

A entrada no balneário custa R$ 10, por pessoa. Durante o mês de março, como promoção de inauguração, crianças abaixo de doze anos não pagam ingresso. A partir de abril, só crianças com menos de seis anos não pagarão ingresso. E não se pode entrar no local com comidas ou bebidas.

Diariamente o cantor Thiago Dias canta músicas ao vivo no restaurante. “Canto todos os estilos porque você precisa agradar ao gosto de todos os clientes, então levo sertanejo, forró, funk, MPB, pagode e o que mais solicitarem”, garantiu.

Thiago está diariamente no balneário, do meio-dia às 17h, e pelas noites ainda pode ser ouvido no Porão do Alemão ou no Capela Bar.

“Ainda estamos somente na parte inicial do projeto mas, à medida que forem surgindo sugestões por parte dos frequentadores e sejam viáveis, iremos efetivar. O próximo passo, agora, é a construção de um playground para as crianças se divertirem ainda mais, além das piscinas”, adiantou Gouveia.

Chegar ao Gouveia Acqua Park não é difícil. Primeiro, rumar na direção do ramal do Brasileirinho, no Distrito Industrial II. Procurar o ramal do Ipiranga, a partir de onde imensas placas indicam a direção do balneário. No caminho, a subestação da Manaus Energia. Outras informações podem ser solicitadas através do 9 8161-0043.

Fonte: Jornal do Comércio