Esportes

Copa Libertadores: As três vezes onde houve uma final totalmente brasileira

Copa Libertadores

A última edição da Copa Libertadores está encerrada. Para o Palmeiras, foi seu segundo título. O Verdão venceu a competição sul-americana pela primeira vez em 1999, mas teve que esperar até agora para obter a glória da Copa Libertadores pela segunda vez. O fato de sua vitória mais recente ter sido sobre o Santos deixa tudo ainda mais interessante para o Palmeiras.

Na rica história do torneio, que remonta a 1960, foi apenas a terceira vez que houve uma final da Copa Libertadores totalmente brasileira. Então, enquanto o Palmeiras se deleita com a glória que vem com a vitória na competição e o Santos se recupera do golpe amargo de perder para um rival brasileiro, vamos dar uma olhada nas três finais brasileiras.

2020 – Palmeiras x Santos

A pandemia do Coronavírus causou estragos no calendário esportivo mundial no ano passado e, como muitos torneios, a Copa Libertadores sofreu um atraso. A final estava prevista para acontecer em novembro de 2020, mas o torneio não foi concluído até o final de janeiro. O Palmeiras era o favorito das aposta esportiva da final no estádio do Maracanã. Certamente houve fogos de artifício dentro e fora do campo, com a exibição de oito cartões amarelos e a expulsão do técnico santista Cuca. Foi um jogo de poucas chances, mas foi dramático até o fim, quando Breno Lopes encontrou o fundo da rede após um cruzamento de Rony, aos nove minutos dos acréscimos. Foi a única finalização do Verdão no jogo, mas foi o suficiente para desferir um golpe mortal para os campeões paulistas.

2006 – Internacional x São Paulo

A final da Copa Libertadores de 2006 ainda foi disputada em ida e volta, e foi o Internacional que saiu na frente depois de 180 minutos de jogo. O então campeão São Paulo recebeu o Colorado na primeira partida, mas o Internacional acabou vencendo por 2 a 1, com Rafael Sóbis dando ao time uma vantagem de dois gols, antes de Edcarlos descontar. O jogo de volta no Beira-Rio foi nervoso. O Internacional chegou à vantagem por duas vezes, mas o São Paulo continuou lutando, e quando Lenílson fez o gol de empate para o Tricolor a cinco minutos do fim, os torcedores do Internacional começaram a roer as unhas. O São Paulo esteve perto de conseguir o gol vencedor, mas o Colorado se segurou e conquistou sua primeira Copa Libertadores.

2005 – São Paulo x Atlético Paranaense

A final da Copa Libertadores de 2005 entre São Paulo e Athlético Paranaense foi a primeira final totalmente brasileira na história do torneio. A primeira partida entre as equipes foi um encontro disputado. Aloísio deu a vantagem ao Athlético Paranaense em Porto Alegre. No entanto, um gol contra do Durval no segundo tempo deu ao São Paulo uma chance para a segunda partida, e eles foram para o jogo de volta no estádio do Morumbi. Apesar do empate entre as duas equipes nos primeiros 90 minutos, o Tricolor colocou o Athlético Paranaense na roda na segunda partida. Amoroso deu a vantagem ao São Paulo no primeiro tempo, antes de Fabão, Luizão e Tardelli marcarem a goleada no segundo tempo.