Corpo de Alice é encontrado após 25 dias de buscas em Manaus 

foto: divulgação

Passados 25 dias de intensas buscas após a confirmação da morte da adolescente Alice de Lima Vieira, de 16 anos, assassinada por membros de uma facção crimonosa, familiares da jovem encontraram na tarde desta quarta-feira (4), o corpo em uma área de mata fechada na região da Comunidade União da Vitória, bairro Tarumã Açu, Zona Oeste de Manaus.

Alice havia desaparecido desde a noite do dia 9 de novembro deste ano após sair de casa. Na ocasião, ela foi sequestrada, torturada e morta cujo corpo foi ‘desovado’ em uma área de mata da comunidade União da Vitória, onde morava com a família.

A mãe de Alice teve a certeza da morte da filha após reconhecer o corpo em um vídeo que circulou nas redes sociais. Antes de a abandonarem na mata os criminosos ainda filmaram a vítima, que antes de morrer teria sido estuprada.

O caso

Antes da confirmação da morte da adolescente, as primeiras informações a circularem era de que Alice era uma pessoa que vivia na ‘divisão’ entre as facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Família do Norte (FDN). Ela armava as populares ‘casinhas’ – armadilha, para integrantes das duas facções.

Com isso, a jovem teria sido sequestrada e foi mais uma vítima do ‘Tribunal do Crime’, como acontece com as pessoas que traem estas as facções. Uma das suas últimas ‘ações’ foi fazer uma ‘casinha’ a dois homens que foram mortos em um ataque cometido por uma facção criminosa.

A jovem de 16 anos era filha única e deixa uma filha de 2 anos e 6 meses.

Por Manaus Alerta