Covid-19: Médico do RJ, que atua no Amazonas, convida colegas a entrar na linha de frente

foto: Rodrigo Santos/SES-AM

Médicos do Rio de Janeiro, que vieram atuar no combate à Covid em Manaus, convidam a classe médica brasileira a trabalhar na luta contra a doença no Amazonas. A partir de segunda-feira (25), o edital do programa “Mais Médicos para o Brasil” estará aberto para profissionais da área ajudarem a suprir a demanda nos municípios do interior do Amazonas, de forma remunerada. O edital tem prazo de inscrição de dois dias.

O médico Pablo Salgado não pensou duas vezes ao ser convidado para atuar no Amazonas neste pico da pandemia do novo coronavírus. Após desembarcar, na quinta-feira (21), passou a prestar plantão voluntário no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, em conjunto com mais um colega e o preceptor da residência em cirurgia geral.

“Recebi o convite através do meu preceptor chefe, dr. Eduardo Fernandes, em contato com a Mayra do Ministério da Saúde, a fim de vir a Manaus para ajudar voluntariamente, sem remuneração a respeito do trabalho, para atuar, seja no setor de cirurgia geral, no qual a gente é habituado, seja no setor de terapia intensiva, em que a gente também tem experiência”, disse.

Com um exemplo próximo de voluntariado na área médica, Pablo convoca outros colegas de todo o país para ajudar no combate no Amazonas, seja de forma voluntária ou remunerada, por meio, por exemplo, do Edital do “Mais Médicos”.

“Sou afilhado do dr. Fernando Olinto, que é até o primeiro Médico Sem Fronteira brasileiro atuante, e sempre tive interesse em ajudar voluntariamente locais, principalmente no Brasil, com situações críticas como (essa em que) Manaus se encontra. Acho superválido outros médicos do Brasil também terem interesse, seja voluntário, seja remunerado, mas a fim de vir ajudar de alguma forma essa cidade que tanto precisa de auxílio nesse momento tão crítico em que se encontra”, disse.

Interior – O anúncio da abertura do edital, pelo Ministério da Saúde, foi feito pelo secretário de Atenção Primária do MS, Raphael Parente, na sexta-feira (22/01), durante reunião com prefeitos, representantes de prefeituras do interior, além do secretário executivo adjunto de Atenção ao Interior da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Cássio Espírito Santo.

Com informações da assessoria