Covid-19: pesquisadores da USP alegam que pacientes que perdem olfato podem não voltar a sentir cheiros

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O sintoma mais comum do coronavírus, a perda de olfato e paladar, pode ser permanente para alguns pacientes, sugere um estudo brasileiro. O fenômeno é conhecido como anosmia.

Pesquisadores do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP entrevistaram 650 pacientes infectados e os acompanham desde abril. Cerca de 80% relataram terem tido perda parcial ou total do olfato e 76% afirmaram ter perdido também o paladar (sintoma que está relacionado à anosmia).

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta