CRUELDADE: ‘Fábrica de filhotes’ cortava cordas vocais de cães para eles não latirem

Eles pertenciam a um grupo de pessoas que criava cachorros de raça ilegalmente para vender os filhotes- foto: reprodução

Centenas de cães que viviam enjaulados tiveram suas cordas vocais cortadas para que não pudessem mais latir. Eles pertenciam a um grupo de pessoas que criava cachorros de raça ilegalmente para vender os filhotes. A operação policial aconteceu em dois imóveis em Madri, na Espanha.

As informações são do jornal The Sun.

A polícia recuperou 270 chiuahuas e lulus-da-pomerânia e prendeu cinco pessoas, incluindo dois veterinários, acusados de serem membros de uma quadrilha de tráfico de cães que opera na Europa. Acredita-se que os criminosos tenham lucrado mais de 2 milhões de dólares, equivalente a 9 milhões de reais. Os cães eram vendidos entre R$ 6 mil e R$ 13 mil cada.

Muitos dos cães encontrados nas duas bases de reprodução tiveram suas cordas vocais cortadas em uma tentativa repugnante de impedi-los de latir, de acordo com os relatos locais.

O líder da gangue foi identificado como Adolfo, de 56 anos, e sua própria esposa, não identificada, também foi detida.

Fonte: Dol