Cunhado confessa ter matado diretora

A motivação do crime teria sido dinheiro - Imagem: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Itacoatiara, sob o comando dos respectivos delegados titulares das unidades policiais, Lázaro Mendes e Paulo César Barros, com o apoio de policiais militares que atuam naquele município, distante 176 quilômetros em linha reta da capital, prendeu, em flagrante, na manhã desta quarta-feira (07/03), por volta das 11h, Nelsalin Almeida Peixoto Filho, 19 anos, pela autoria do homicídio da cunhada dele, a professora da rede pública de ensino Alessandra Gomes Teixeira. A vítima tinha 38 anos.

De acordo com o delegado Lázaro Mendes, Alessandra foi morta na noite de terça-feira (06/03), por volta das 23h, na casa onde morava, no bairro São Francisco, em Itacoatiara. Conforme o titular da DIP de Itacoatiara, as investigações em torno do caso começaram após os policiais militares terem apresentado Nelsalin na delegacia para prestar esclarecimentos sobre o crime.

“Nelsalin foi a primeira pessoa a encontrar o corpo da vítima, por isso nossas suspeitas já recaíam sobre ele. O infrator morava na casa de Alessandra há sete anos. No primeiro momento, ele nos relatou, em depoimento, que acordou com os gritos de socorro da vítima e que, ao abrir a porta do quarto, encontrou Alessandra ensanguentada. Ele nos informou, ainda, que um homem, não identificado, havia invadido a casa e cometido o crime”, explicou Ramos.

Sem sinais de arrombamento – O delegado Paulo César Barros destacou que durante as diligências foi descartada qualquer hipótese de que algum elemento tenha invadido a casa com a intenção de roubar ou matar a vítima, em razão de não ter sido encontrado qualquer sinal de arrombamento no imóvel.

“Ao longo das investigações notamos que a versão de Nelsalin não refletia a realidade das evidências encontradas no local do homicídio. Quando confrontado, Nelsalin acabou confessando ter matado Alessandra, utilizando uma faca de cozinha. Ele argumentou, ainda, que cometeu o crime com o intuito de conseguir dinheiro para enviar à família dele, que mora em Manaus”, disse Paulo César Barros.

Flagrante – Nelsalin foi autuado em flagrante por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator será encaminhado à Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), onde irá permanecer à disposição da Justiça.