Curso de idiomas garante melhores chances no mercado de trabalho

Imagem: Pixabay

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, ter um segundo idioma é fundamental para agregar valor ao currículo.

O mercado de trabalho basicamente busca no profissional uma somatória de competências, atitudes e habilidades. Enquanto a graduação possibilita conhecimento, teorias, métodos e informações, outras competências como o conhecimento de idiomas podem trazer melhores chances para o profissional.

Para muitas carreiras, conhecimento em um segundo idioma não é mais diferencial, e sim essencial. Com a globalização, o sucesso profissional está ligado a capacidade de se comunicar com pessoas do mundo todo.

No Brasil, as empresas ainda enfrentam dificuldades em encontrar profissionais bilíngues, o que pode refletir diretamente no sucesso da empresa em fechar negócios internacionais. Somente 3% dos profissionais brasileiros falam inglês de forma fluente e sem dificuldade.

Se o inglês, que é praticamente padrão no mundo dos negócios, já causa dificuldades no mercado brasileiro, os outros idiomas barram ainda mais os negócios internacionais.

As vantagens em ter conhecimento de idiomas

De acordo com uma pesquisa salarial, ser fluente em um segundo idioma aumenta a chance de um salário melhor em 112% nos cargos de supervisão, e de 61% nos cargos de nível analista. O idioma, então, não é caracterizado como uma mera vantagem no currículo, e sim pode ser considerado uma motivação para o crescimento na carreira.

Outra vantagem de dominar outros idiomas é se destacar nos processos seletivos para empresas multinacionais, podendo refletir em oportunidades de emprego fora do país. As fontes de informação também se tornam variadas, permitindo ao profissional um estudo mais amplo da área de atuação.

A fluência em outro idioma também pode proporcionar viagens ao exterior pela empresa, possibilitando o contato com novas culturas. Não somente uma vantagem profissional, conhecer outros povos e sua cultura traz benefícios para a vida, por serem experiências pessoais valiosas.

Os desafios para a carreira

A procura por cursos de idiomas fez a oferta crescer ainda mais, mas não são todas as escolas que possuem uma metodologia de ensino de qualidade. A vantagem é que a tecnologia permitiu com que os cursos online ganhassem a preferência do público, por permitir um aprendizado interativo, no conforto de casa e nos horários que o aluno estabelece. Hoje, existem sites e aplicativos como a Babbel, que oferece cursos gratuitos e pagos de vários idiomas, não somente inglês.

O desafio de conciliar o tempo de estudo e trabalho acaba sendo mais fácil quando o aluno opta pelas aulas online, mas a dedicação tem de ser ainda maior do que um curso presencial. Realizando as aulas em casa, a possibilidade de dispersão da atenção é maior, mas quem se dedica e tem disciplina tende a ter resultados altamente satisfatórios.

Não é somente o inglês que é necessário

Por mais que o inglês seja um dos mais requisitados no mercado, hoje em dia ter conhecimento intermediário em inglês é essencial, mas o mercado está cada vez mais cobrando fluência.

O espanhol é uma das línguas mais faladas do mundo e a segunda que as empresas mais procuram. Principalmente as empresas brasileiras, por conta de ser o único país da América Latina que não fala a língua. Por isto, a busca por um curso de espanhol on-line para o mercado de trabalho tem crescido exponencialmente.

O Mercosul é o bloco econômico formado por países da América Latina, entre eles o Brasil. Fazer parte deste bloco traz oportunidades de negócios internacionais, mostrando a extrema importância para as empresas brasileiras terem profissionais fluentes em espanhol em seu time, e a facilidade de aprender a língua espanhola por meio dos cursos de espanhol on-line voltados para o mercado de trabalho tende a formar ainda mais profissionais fluentes no idioma.

O mandarim é um dos idiomas de grande destaque em um currículo, principalmente em empresas que buscam o comércio exterior. A China é a segunda maior potência econômica do mundo, sendo um dos principais parceiros comerciais do Brasil, dominando o ranking de importações e exportações.

Por mais que o idioma seja considerado complexo, o estudo do mandarim é essencial se o profissional busca o crescimento na carreira voltada ao comércio exterior.

Outros idiomas menos requisitados, mas que podem ser um destaque no currículo são o francês, o japonês e o alemão. Isso se dá pelas conexões comerciais que os países têm com o Brasil, aumentando as possibilidades dos profissionais que possuem conhecimento nestes idiomas.