Debate entre David e Amazonino termina em confusão nos bastidores

Foto: Divulgação

O debate entre David Almeida (Avante) e Amazonino Mendes (Podemos), candidatos a prefeito de Manaus, no 2º turno, terminou em confusão na manhã desta quarta-feira (25). A dupla esteve na sede da emissora TV Norte, afiliada do SBT em Manaus, em um dos últimos debates antes da eleição definitiva, que ocorre no próximo domingo (29).

A Coligação Juntos Podemos Mais de Amazonino Mendes, informou por meio de nota, que o candidato e o coordenador de campanha Marcos Martinelli foram tratados com palavras de baixo calão, por parte de David Almeida. Martinelli teria recebido também ameaças de agressão física.

Ainda segundo a nota, a cena foi registrada por várias pessoas presentes ao local.

David Almeida

O candidato David Almeida se pronunciou por meio de nota enviada ao Manaus Alerta. David afirma que foi ofendido e agredido verbalmente por Amazonino durante todo o debate, e ao final ao tentar se despedir continuou sendo provocado, até o ponto de perder a paciência, e oportunamente, o coordenador de campanha de seu adversário Marcos Martinelli começou a filmar.

David conclui que foi vítima de uma armação por parte de seus adversários para que perdece a calma de propósito para que fosse gravado, e diz ainda que teve sua honra atingida.

“Quem ouviu o áudio completo da discussão, nas redes sociais, percebe logo que tudo foi armado. Ainda assim, no mesmo áudio, é possível ouvir que eu me desculpo com todos os presentes no estúdio. Mas a verdade é que é difícil uma pessoa de bem não se indignar com tantas ofensas como as que foram desferidas contra minha honra. Quem me conhece, sabe que esse não é meu comportamento habitual. Era esse o esclarecimento que eu queria prestar aos manauaras, aos quais me desculpo por ter me exaltado”, diz David Almeida.

Também em nota, a coligação de David Almeida, Avante Manaus, prestou apoio, e também sustentou a versão de que David foi vítima de uma armação, a medida que Amazonino e Martinelli, haviam provocado David.

A coligação afirma ainda que Martinelli gravou os bastidores de forma clandestina, o que era contra as regras do debate e espalhou uma versão editada e tendenciosa do vídeo, onde só mostra David exaltado, e não mostra as provações de Amazonino.

Portal Manaus Alerta