Brasil

‘Decisão judicial cumpre-se’, diz Queiroga sobre liberação de cultos e missas

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Apesar de ter feito diversas declarações em defesa do distanciamento social nas últimas semanas, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a decisão de abrir templos religiosos, assinada por Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), deve ser cumprida.

“Decisão judicial ninguém discute, cumpre-se”, disse o titular da Saúde. A declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (5), após reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Palácio do Planalto.

Na tarde do último sábado (3), o ministro do STF determinou a liberação de missas e cultos religiosos em todo o país, apesar da pandemia da Covid-19. O magistrado ainda definiu que os templos tenham até 25% da capacidade total de público durante as celebrações.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta