Deficiente mental pelado é confundido com tarado em Itacoatiara, diz Polícia

A população de Itacoatiara, no Amazonas, estava em pânico com a suposta presença de um “maníaco e tarado” nós arredores do campus de uma universidade estadual daquele município. Mas a Policia Civil da cidade informou ao Manaus Alerta nesta quinta-feira (23) que tudo não passou de um mal entendido.

Estava correndo nas redes sociais informações de que um “maníaco” e “tarado” estava abordando pessoas nos arredores do instituição de ensino, em uma área de mata. Relatos inclusive, davam conta de que um adolescente de 13 anos foi perseguido pelo homem, mas conseguiu escapar.

Outros relatos também dão conta que o homem abordava estudantes nas proximidades do laboratório da mesma universidade. Mas de acordo com o delegado titular de Itacoatiara, Lázaro Mendes, as informações não procedem.

“Tudo foi um mal entendido. Descobrimos que o homem se trata de um deficiente mental que quando não toma os remédios entrava em crise e tirava as roupas ali nas proximidades. Ele foi visto por algumas pessoas na área de mata próxima a universidade e criou-se uma situação de pânico. Mas já conversamos com a família e orientamos para que nal aconteça mais”, esclareveu.

Por questões de segurança, o envolvido não teve o nome revelado. Nenhum integrante da família foi localizado para dar entrevista. Ainda de acordo com o delegado, apesar do clima de pânico, não houve de fato nenhuma vítima registrada do homem deficiente mental.

Por Manaus Alerta